A Doença do Refluxo Gastroesofágico é uma doença crônica decorrente do “retorno” do ácido do estômago para o esôfago e/ou órgãos adjacentes (faringe, pulmões, nariz, por ex.), que acarreta sintomas variados no esôfago ou fora dele e pode estar associada ou não a lesão nesses órgãos. Isso acontece quando a barreira entre o esôfago e o estômago (esfíncter esofagiano inferior) não funciona adequadamente. A endoscopia digestiva permite ao médico endoscopista avaliar e detectar os danos devido à doença.

São sintomas típicos (esofágicos):

  • pirose (azia)
  • regurgitação ácida

São sintomas atípicos (extra-esofágicos):

  • tosse crônica
  • pigarro
  • rouquidão
  • globus (sensação de bola na garganta)
  • dor na garganta
  • asma brônquica
  • dor torácica não cardíaca
  • sufocação noturna

O diagnóstico inicialmente é clínico, com a presença dos sintomas característicos já citados.  A DRGE pode também estar relacionada a hérnia de hiato, obesidade, gravidez, tabagismo, uso excessivo de álcool e consumo excessivo de alimentos como: café, bebidas cítricas, produtos à base de tomate, chocolate, canela e alimentos gordurosos. A endoscopia pode mostrar alterações inflamatórias como edema, erosão, ulceração ou estreitamento do esôfago.  

O tratamento é feito com:

  • mudança dos hábitos de vida (interrupção do fumo e álcool)
  • reeducação alimentar (comer de forma fracionada, em pequenas porções, ingerindo pouco líquido junto com a refeição e esperando um tempo mínimo de 2 a 3h para deitar)
  • controle de peso
  • uso de medicamentos anti-secretores
  • uso do travesseiro anti-refluxo (a venda em farmácias hospitalares)

Interessado em nossos serviços?

Faça o seu agendamento agora mesmo! SEGUNDA A SEXTA 8-18h / SÁBADO 8-12h
Entre em contato também pelo WhatsApp Entre em contato também pelo WhatsApp